PDF Imprimir E-mail

Cangapara

Ter, 05 de Abril de 2011 15:42

Família: CHELIDAE

Nome científico: Phrynops geoffroanus

Nome comum: cangapara ou tartaruga-do-pescoço-de-cobra

America do sul: bachala
America do norte: geoffroy’s side-necked turtle

Tamanho: chegam a medir até 39 cm de comprimento.

Características da espécie: os juvenis possuem coloração laranja-avermelhada viva em seu plastrão que contrasta com pontos pretos. Nos adultos esta coloração desbota para marrom-amarelado. Os lados da cabeça e o pescoço são marcados com linhas alternando entre verde escuro e preto. Seu pescoço é longo: cerca de 20% do comprimento do seu casco. Os machos são menores que as fêmeas, além de possuírem um plastrão mais côncavo.

Habitat: esta espécie é amplamente distribuída. No Brasil ocorre desde a Amazônia, atravessando Minas Gerais e São Paulo até a Argentina. Vive em pequenos rios, lagos e canais poluídos de cidades.

Dieta: são onívoros.

Reprodução: o período de nidificação ocorre no inicio da descida das águas. Estes caçados podem desovar até quatro vezes numa mesma temporada. São colocados em média 28 ovos por ninho. O período de incubação varia de acordo com a umidade e com a temperatura do ninho, podendo chegar à cinco meses.

Exploração: não existem indícios de consumo da carne e ovos desta espécie. Em uma tribo indígena colombiana este espécie tem um significado mágico, fazendo parte de seus rituais sagrados, sendo que os índios se abstém de comê-las.

Conservação:  a principal ameaça a esta espécie é a destruição de seus habitats. O desmatamento em muitas regiões para a criação de gado está acabando com as áreas de desova devido à grande perda de ninhos pelo pisoteio do gado ou devido a uma alta taxa de predação dos ovos por lagartos que, com o desmatamento perdem parte de suas alternativas alimentares.

Última atualização em Ter, 05 de Abril de 2011 15:56