PDF Imprimir E-mail

Iaça

Ter, 22 de Fevereiro de 2011 10:26
Fêmea de iaçá

Fêmea de iaçá

Família: PODOCNEMIDIDAE

Nome científico: Podocnemis sextuberculata

Nome comum: Brasil - iaçá ou pitiú.

América do Sul: cupisco (Colômbia e Peru)
América do Norte: six–tubercled Amazon river turtle (EUA).

Tamanho/Peso: O maior comprimento da carapaça já registrado foi 34 cm e o peso máximo de 3,5 kg. 

Características da espécie: umas de suas principais características são os seis tubérculos que os filhotes e jovens possuem no plastrão, os quais tendem a desaparecer conforme crescem. As fêmeas são maiores que os machos.

Habitat: ocorre em rios de água branca e clara.

Dieta: esta espécie é herbívora. Machos e fêmeas possuem a mesma dieta, porém notou-se que a freqüência de consumo de sementes diminui conforme o tamanho do animal.

Reprodução: costumam nidificar nos pontos mais altos das praias que surgem na estação seca pondo, em média, 15,8 ovos por ninho. O período médio de incubação, observado para a Praia do Pirapucu (RDS Mamirauá), foi de 64 dias. A determinação sexual também ocorre de acordo com a temperatura de incubação.

Exploração: os adultos são capturados em redes de pesca, malhadeiras, e nas praias de desovas, sendo consumidos localmente em grandes números, particularmente durante a estação da seca. A iaçá foi a espécie mais comum de tartaruga de água doce usada no tráfico comercial do rio Purus no Brasil, e as fêmeas adultas correspondem a uma proporção muito alta de espécimes neste tipo de comércio.

Conservação: é considerada uma espécie ameaçada com populações vulneráveis.

Última atualização em Ter, 05 de Abril de 2011 15:11